Ele coletou bebês abortados e os enterrou. Em seguida, descobriram a sua intenção!

Vamos divulgar:

baby2Levou um tempo para perceber o que estava acontecendo. Mas quando o fez, o seu coração se despedaçou e não conseguiu conter as lagrimas que saiam incessantemente de seus olhos. Elas estavam lá para abortar e não para dar à luz. O homem ficou muito triste ao pensar que aquelas crianças estavam sendo privadas do direito à vida. Foi aí que ele resolveu parar de chorar e pensar em fazer algo que pudesse fazer a diferença. Ele comprou um terreno na colina com suas economias e começou a enterrar os bebês abortados apropriadamente.baby1

No início, sua esposa pensou que ele era louco, mas Tong não desistiu. Desde então enterrou mais de 10.000 bebês. Mas o que ninguém sabia até então, era a sua verdadeira intenção. O objetivo é sensibilizar as grávidas que estivessem na dúvida de abortar ou não. Ele diz que seu cemitério não é apenas um lugar de tristeza, mas um jardim feito para tocar os corações das mulheres que se perguntam se devem ou não ter os seus filhos.

baby3As gravidas que não tinham condições de ter os seus filhos, estavam se aproximando de Tong para obter ajuda. O homem deixou de ser um coveiro e começou a adotar crianças com a ideia de que; Ele adotava as crianças, até que as mães pudessem voltar a ficar com elas. Se isso não fosse possível, ele próprio as educava e criava.

Hoje em dia Tong cuida de mais de 100 crianças em sua casa.

Como são muitos nomes para decorar, ele resolveu chamar todas as meninas de Coração, e os meninos de Honra. Ele cuida de todos eles como se fossem seus próprios filhos.baby4 baby5 baby6 baby7

Nutrir e cuidar dos filhos é, obviamente, uma tarefa enorme, mas Tong ama esse papel como um pai.

“Eu vou continuar este trabalho até o meu ultimo dia de vida, e espero que os meus filhos continuam a fazê-lo uma vez que eu não estiver mais neste mundo.” Assinalou este incrível e bondoso ser humano.

Essa história é real e você pode conferir indo diretamente a página do orfanato neste link. O que você pensa sobre esta história?

Vamos divulgar:
%d blogueiros gostam disto: